tiro em terceira pessoa

O Tiro em Terceira Pessoa no Mundo da Literatura

Introdu??o

A literatura é uma das formas mais antigas e populares de arte que permite aos escritores expressarem suas ideias e emo??es através da palavra escrita. Nos diferentes gêneros literários, o tiro em terceira pessoa se destaca como uma técnica narrativa amplamente utilizada. Neste artigo, vamos explorar o tiro em terceira pessoa na literatura e suas características, analisando exemplos clássicos e contemporaneos.

O Que é o Tiro em Terceira Pessoa?

O tiro em terceira pessoa é uma técnica narrativa em que a história é contada de uma perspectiva mais distante, usando pronomes de terceira pessoa, como “ele” ou “ela”. Diferentemente do tiro em primeira pessoa, em que os eventos s?o relatados sob a perspectiva de um personagem específico, o tiro em terceira pessoa permite que o narrador tenha uma vis?o panoramica do enredo e dos personagens.

Características do Tiro em Terceira Pessoa

1. Onisciente
Uma das características distintivas do tiro em terceira pessoa é a onisciência do narrador. Isso significa que o narrador tem acesso aos pensamentos e sentimentos de todos os personagens, mesmo que a história se concentre em apenas um deles. Essa vis?o privilegiada permite que o leitor obtenha informa??es adicionais e uma compreens?o mais completa dos eventos.

2. Objetividade
O tiro em terceira pessoa também oferece uma perspectiva mais objetiva dos eventos. O narrador observa os acontecimentos de fora, sem deixar que suas próprias emo??es ou opini?es influenciem a narrativa. Isso contribui para uma análise mais imparcial da história e dos personagens, permitindo ao leitor formar suas próprias impress?es.

Exemplos Clássicos de Tiro em Terceira Pessoa

1. “Orgulho e Preconceito” de Jane Austen
A aclamada obra de Austen é um exemplo brilhante de tiro em terceira pessoa. O narrador nos permite observar as intera??es entre os personagens principais, como Elizabeth Bennet e Mr. Darcy, enquanto também nos dá insights sobre a sociedade e os valores da época.

2. “1984” de George Orwell
Orwell utiliza o tiro em terceira pessoa para descrever a distopia totalitária de “1984”. Através dessa perspectiva, o leitor é levado a entender os horrores do regime autoritário enquanto acompanha a jornada do protagonista, Winston Smith.

Tiro em Terceira Pessoa na Literatura Contemporanea

1. “Harry Potter” de J.K. Rowling
Rowling usa o tiro em terceira pessoa para contar a história de Harry Potter, o jovem bruxo destinado a derrotar o Lord Voldemort. Através dessa técnica narrativa, somos capazes de entender os eventos que ocorrem no mundo mágico enquanto seguimos as aventuras de Harry e seus amigos.

2. “As Cr?nicas de Gelo e Fogo” de George R.R. Martin
Martin emprega o tiro em terceira pessoa para contar a complexa saga de Westeros. Com dezenas de personagens e tramas entrela?adas, essa técnica narrativa permite que o leitor tenha uma vis?o global do reino e das intrigas políticas que o permeiam.

Conclus?o

O tiro em terceira pessoa é uma técnica narrativa poderosa que tem sido amplamente utilizada na literatura ao longo dos séculos. Permite uma vis?o mais objetiva e uma compreens?o aprofundada dos personagens e da trama. Com exemplos clássicos e contemporaneos, fica claro que o tiro em terceira pessoa continua a cativar os leitores e a enriquecer a experiência literária.